Webinar promovido pela AMCHAM apresentou pesquisa que analisou o retrato da agricultura digital bras

Levantamento foi realizado entre maio e junho deste ano por meio da parceria entre a Embrapa, Sebrae e o Inpe


Diante das constantes transformações provocadas pela pandemia em diversos setores, a Câmara de Comércio Americano de Ribeirão Preto, AMCHAM, realizou na última quarta-feira, 9 de setembro, o Webinar – “Os Impactos da Transformação Digital e a Aceleração de Processos no Agronegócio”. 

O bate-papo contou com a participação de quatro especialistas referências no agro e em tecnologia: Jair Swarowsky, vice-presidente da Corteva, Edson Luis Bolfe, pesquisador da Embrapa, Christian Pereira, diretor de Marketing e Produtos Premium para o Brasil da Mosaic Fertilizantes e Adriano Rosa, diretor executivo da Embratel para Mercado Corporativo de São Paulo.

O evento foi moderado por Cesar Burjaili Braga, Head of Agribusiness & Campinas Office na Hub Talent.

Para falar sobre as soluções digitais no agronegócio que têm sido impulsionadas pelo novo cenário provocado pelo coronavírus, Edson Luis Bolfe apresentou os dados de uma pesquisa on-line em agricultura digital, realizada entre maio e junho deste ano por meio da parceria entre a Embrapa, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O levantamento, que teve a participação de 750 produtores rurais, empresas e prestadores de serviços de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal, revelou que 84% dos agricultores já utilizam ao menos uma tecnologia digital como ferramenta de apoio na produção agrícola.

Seja para agilizar a comunicação na hora de contratar um serviço, pesquisar o preço de um insumo ou para enxergar a propriedade com outros “olhos”, mapeando a lavoura e planejando a atividade, a pesquisa mostra um retrato atual de como esses produtores rurais estão utilizando a internet, aplicativos de celular, drones, entre outras tecnologias, e também um panorama das suas expectativas e dificuldades.

Mais de 70% dos produtores rurais que responderam à pesquisa disseram que acessam a internet para interesses gerais sobre agricultura. Já as redes sociais, como o Facebook, e os serviços de mensagem, como o WhatsApp, foram apontados por 57,5% deles como meios utilizados para obter ou divulgar informações relacionadas à propriedade, comprar insumos ou vender sua produção.

De acordo com Edson Bolfe, coordenador na pesquisa, a pandemia acelerou um processo de digitalização que já estava em andamento em diversas áreas. “Na Embrapa por exemplo, muitas coisas já haviam sido implementadas, mas senão fosse o digital não estariam acontecendo. Sem dúvidas o digital entrou muito forte, desde os novos grupos de pesquisas do WhatsApp que já vinham sendo trabalhados e que agora foram implementados pela gestão, até sistemas de reuniões, de conferências, apresentações e webinar. Tudo foi reorganizado, acelerado e melhorado, comenta”.

Para Christian Pereira, Diretor de Marketing e Produtos Premium para o Brasil da Mosaic Fertilizantes, a situação foi semelhante. “Já tínhamos alguns projetos de digitalização desenvolvidos há alguns anos atrás, mas que foram acelerados com a pandemia. Tivemos que mudar boa parte dos recursos que nós tínhamos destinados para ações offline para o universo online”, diz.

Normalmente os eventos de lançamentos são muito importantes para levar a tecnologia para o agricultor. Por esse motivo, Jair Swarowsky disse que para continuar atendendo essas demandas, foi necessário se reinventar. “Nós da Corteva, investimos em várias lives já nos primeiros meses da pandemia para suprir nosso consumidor sem desobedecer às orientações das organizações de saúde, afirma.

Adriano Rosa, Diretor Executivo da Embratel para Mercado Corporativo de São Paulo, explicou que além do desafio de conectar as pessoas, houve uma preocupação imensa de conectar o Brasil inteiro. “O Home office virou uma realidade de todos nós, bem como a alta conectividade no campo, então tivemos a necessidade de capacitar as equipes, sem parar para planejar”.

Mais informações sobre a pesquisa que norteou o webinar da AMCHAM podem ser encontradas no site https://www.embrapa.br.

0 visualização

© 2019 por Focco Comunicação

Siga a gente:

  • Focco Facebook
  • Focco Twitter
  • Focco Instagram
  • Focco Linkedin
  • Focco Youtube